• @_partilha

Juventude e educação: os desafios!


Por Ludimila Grasiele


A Partilha gosta de estar com educadores, com organizações sociais, com adultos, mas também gosta muito de estar em contato com a juventude, seja de forma direta com nossos programas, seja de forma indireta com apoio aos educadores. O importante é levar desenvolvimento pessoal, profissional, educacional e apoio à juventude!


Mas esse desenvolvimento não é feito de forma displicente, só porque a gente gosta. Muito pelo contrário, por aqui estudamos muito para que nossas propostas estejam sempre alinhadas com a real necessidade desse público e, com o texto de hoje queremos compartilhar com vocês alguns dados importantíssimos que tomamos nota durante o nosso estudo do Atlas da Juventude de 2021.


  • Um ano escolar a mais pode aumentar de 10% a 20% a renda de mulheres.

  • Cada ano a mais que um jovem está na escola, o risco de envolvimento com conflito armado reduz em 20% e o produto interno bruto (PIB) aumenta em 0,37% ao ano.

  • A educação tem potencial para reduzir a pobreza pela metade em todo o mundo.

  • Entre os brasileiros de 14 a 29 anos, 20,2% não completaram alguma das etapas da educação básica em 2019. Desse total, 71,7% eram pretos ou pardos (IBGE, 2020a), sendo que a taxa de conclusão do ensino médio foi de 76,8% para pessoas brancas e 61,8% para pessoas pretas e pardas em 2018. Os jovens homens pretos e pardos apresentaram os piores índices de conclusão (IBGE, 2019).

  • E, por fim, a pandemia afetou 17,1% dos estudantes do ensino fundamental e 20,9% dos estudantes do ensino médio, pois estes não tiveram atividades escolares (IBGE, 2020b), o que fez com que 83% dos jovens se sentissem pressionados sobre futuro acadêmico (GLOBO, 2020).


No Atlas, também tivemos nosso propósito de trabalho reafirmado e “reconhecido” quando vemos que “Programas de atividades após a escola foram significativamente efetivos para melhoras nas notas escolares, desempenho em testes, autopercepção (melhora da autoestima e da autoconfiança), laço com a escola e para comportamentos sociais positivos”.


Nossa forma de trabalhar é através de metodologias que proporcionam ao jovem uma conexão da sua potência com seu sonho, fazemos com que nossos clientes percebam que possuem habilidades próprias que são essenciais para se alcançar qualquer objetivo pessoal.


Nosso trabalho educacional é feito fora da escola, porque acreditamos que estamos aqui para complementar o que já é oferecido lá e assim apoiar os jovens no seu desenvolvimento educacional, pessoal e profissional!


7 visualizações0 comentário