• @_partilha

Fazendo as pazes com o tempo


A rotina corrida sempre foi uma ótima desculpa para esconder várias oportunidades de melhoria e desafios pessoais que precisamos focar em desenvolver. No silêncio da quarentena e do isolamento social, vários deles estão sendo escancarados e se tornando verdadeiros monstros em nossas cabeças.


A gestão de tempo e a organização de uma rotina estruturada é um dos maiores. Questões que eram deixadas para depois, hoje são essenciais para garantir um equilíbrio, uma saúde mental e produtividade.


Encarar o “tempo” como o seu aliado e usar das ferramentas de gestão como armas poderosas nessa luta entre a produtividade e o ócio criativo, é uma forma inteligente de aprender em tempos difíceis e garantir que o futuro se beneficie de todo esse aprendizado.


Por isso, lembre-se da nossa conversa do último Café com Partilha: sua agenda e lista de tarefas estão aqui para te servirem e não para mandarem em você. Seja o gestor da sua vida e do seu tempo, aprenda a ser flexível, saiba respeitar os seu sonhos e metas e também o contexto em que elas estão inseridas. Use das pequenas conquistas como impulsos para seguir em frente.


Delimite tempo e local para desempenhar suas atividades diárias, encontre ferramentas que te ajudem a ser mais organizado. Converse com quem está próximo sobre seus desafios, conquistas e recaídas. Entenda que por mais desafiador que seja parar e organizar seus objetivos de curto, médio e longo prazo, é isso que fará diferença na hora de colher os frutos.


Seja firme com seus propósitos e deixe isso claro para quem está por perto, sempre tendo a consciência que a meta é sua e não de quem está do seu lado. Não se boicote, se ainda não existe disciplina para delimitar o tempo de cada coisa, não misture as atividades. Se o WhatsApp é uma distração para você, se desconecte e use ele como recompensa, termine suas obrigações e tenha um tempo livre para focar 100% nisso.


Não minta para você, não coloque metas que não serão possíveis de serem cumpridas, não planeje 100% do seu tempo, aceite que a “vida também tem planos para você”. E, principalmente, em tempos difíceis: seja gentil consigo mesmo, mas nunca permissível.


Lembre-se, por mais que os cenários mudem, aquilo que é prioridade para você ainda precisa ser feito, mesmo que tenha que ser alterado. As adaptações existem para serem feitas. Mudar, adiar, rever, aumentar ou diminuir suas metas não é errado. Errado é sofrer sem necessidade, é tornar o que deveria ser satisfatório em tortura, e nem você e nem os seus merecem isso.

7 visualizações

© 2020 by Na Ponta da Língua. Proudly created with Wix.com